A- A A+ |
Sobral é tudo.
Sobral é da gente.
Sobral é agora.


Mais de 155 artesãos, convidados, visitantes e membros da gestão municipal participaram, nesta sexta-feira (18/03), do Workshop do Artesanato Sobralense. Promovido pela pelas secretarias do Trabalho e Desenvolvimento Econômico e da Cultura e Turismo, o evento contou com comercialização de peças de diferentes segmentos, palestras, oficinas e sorteio de prêmios para os artesãos.

O objetivo foi integrar artesãos dos segmentos crochê, palha, amigurumi e cerâmica, além de oferecer oportunidades de qualificação pelas palestras de empoderamento e empreendedorismo e oficinas. Entre os convidados, estava a vice-prefeita Christianne Coelho que falou da importância do artesanato como atividade de geração de renda, especialmente em um momento como o da pandemia.

“É uma alegria estar neste evento, especialmente em um momento difícil da história do nosso país. A gente lutou para que as pessoas mais vulneráveis sofressem o mínimo possível, sobretudo na questão financeira. As pessoas tiveram que se reinventar, vender seus produtos mais pelo meio digital, por exemplo. Se Deus quiser, logo sairemos desta fase ruim para viver coisas novas”, afirmou Christianne.

A secretária Sandra Arcanjo (Trabalho e Desenvolvimento Econômico) felicitou os artesãos de Sobral pelo trabalho desempenhado, especialmente, durante os anos de pandemia. “Parabenizo todos os artesãos do município pelo trabalho feito nos últimos anos. Mesmo durante a pandemia, essas pessoas continuaram trabalhando de suas casas. Também quero lembrá-los da importância de o artesanato andar lado a lado com o empreendedorismo. Temos que nos aproximar de pessoas que nos ajudem nos aspectos em que temos mais dificuldade. Assim é possível entregar produtos cada vez melhores aos clientes”, disse a secretária.

Na ocasião, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) promoveu uma palestra com a designer e fundadora da marca de acessórios Catarina Mina, Celina Hissa. “Empreender é um processo de autoconhecimento, sobre descobrir como podemos agregar e dialogar com outras pessoas. Não dá para empreender sozinho, então é importante conhecer a si mesmo para se relacionar com o outro. Com o artesanato eu aprendi muito sobre coletividade. Para mim, trabalhar com as artesãs é algo maior que trabalhar com moda ou artesanato, é importante ter autonomia, mas é essencial ter nossa rede de pessoas com quem se trabalha”, explicou a designer.

 

Facebook